FANDOM


Zumbis na Neve.jpg

Zumbis na Neve era um filme dirigido por Gustav Sebald.

Este filme foi mencionado no segundo livro, A Sala dos Répteis, quando o tio Monty, os órfãos Violet, Klaus e Sunny Baudelaire, e o conde Olaf (disfarçado de Stephano) foram vê-lo no cinema. Foi revelado que o filme continha o código Sebald, embora o tio Monty não o tenha decifrado.[1]

Personagens Editar

Alguns personagens importantes do filme Zumbis na Neve foram mencionados.

  • Jovem Rölf: Sabe-se que ele foi interpretado pelo conde Olaf em algum ponto.
  • Gerta: Sabe-se que ela era uma menininha leiteira que acreditava que os zumbis não a machucariam.
  • Dolores
  • Pai da cidade nº 1
  • Pai da cidade nº 2

Cenas Editar

Algumas poucas cenas do filme são descritas no livro, como por exemplo:

Quando os zumbis surgiram dos bancos de neve pela primeira vez, cercando a minúscula aldeia alpina de pescadores [...]
Quando os líderes da aldeia construíram uma barreira com toras de carvalho — em vão, porque os zumbis venceram o obstáculo devorando a madeira [...]
E quando Gerta, a garotinha que ordenhava a vaca, fez amizade com os zumbis e pediu-lhes que por favor parassem de comer os habitantes da aldeia [...]
Na cena final do filme, zumbis e aldeões celebravam juntos o Primeiro de Maio [...]

Roteiro Editar

Além disso, na Autobiografia não Autorizada, são reveladas as páginas 98-102 do roteiro do filme Zumbis na Neve, onde podem-se ler claramente a mensagem escondida pelo código Sebald, que dizia: "Atenção: escondido dentro do homem-de-neve há um sobrevivente do grande fogo. Encontre conosco na cidade onde este filme tem lugar. Traga as três crianças. Seu novo assistente não é um de nós. Cuidado!"

DOLORES: (concluindo sua canção) Eu estou muito, muito agoniada, quem sabe quem comerão a seguir?

PAI DA CIDADE Nº 1: (tocando um sino) Atenção, cidadãos! A noite aproxima-se rapidamente! Em breve o sol estará escondido da vista, e logo centenas de zumbis famintos vão estar dentro da nossa aldeia querida! Precisamos nos esconder atrás da barreira do resguardo, construída em robusto carvalho pelos pais da cidade. Esse homem-de-neve, Jovem Rölf, pare de construí-lo antes que seja tarde, pois há, proteção somente atrás da barreira!

JOVEM RÖLF: Zumbis não me assustam! Quero um homem-de-neve!

PAI DA CIDADE Nº 2: Jovem Rölf, se você quer mesmo ser mais um sobrevivente dos zumbis, é melhor obedecer!

JOVEM RÖLF: Cai fora!

PAI DA CIDADE Nº 1: Já estamos enjoados do seu comportamento, Jovem Rölf. Se realmente não importa que um grande zumbi o coma, então vá fazer o seu homem-de-neve. Pelo fogo de Apolo, lavo as mãos desse menino desobediente. Ele tem encontro marcado com seu Criador esta noite. Venham, meus concidadãos, venham conosco para trás da robusta barreira de carvalho. Nenhum zumbi penetrará na proteção para nos comer.

ALDEÕES: (aplaudindo) Escutem! Escutem!

GERTA: (avançando um passo) Escutem? Os pais da cidade mandam abandonar o Jovem Rölf para morrer, e dizem "escutem"? Onde está sua consciência? Onde está sua preocupação com os jovens? Este povoado devia se envergonhar!

PAI DA CIDADE Nº 1: Pare de falar como estrela de filme, Gerta.

PAI DA CIDADE N° 2: Sim, sua leiteirinha tola, os zumbis estão se aproximando! Tem discussões que tomam tempo demais quando deveríamos estar em um lugar seguro, tipo robusta barreira de carvalho.

PAI DA CIDADE Nº 1: Junte-se a nós, Gerta. Traga também o Jovem Rölf. Senão você certamente vai acabar entre as últimas vítimas dos zumbis famintos.

GERTA: Eu já falei para vocês três mil vezes: os zumbis não nos machucarão, nem às nossas crianças. Meu plano é fazer amizade com esses zumbis, e...

PAI DA CIDADE Nº 2: O seu plano é totalmente absurdo, Gerta. Para zumbis, pessoas são alimento novo e fresco, não possíveis amizades!

JOVEM RÖLF: Ignore-os, Gerta. Você pode ser assistente construtora.

PAI DA CIDADE N° 1: Vai se arrepender, Gerta.

ALDEÕES: (saindo) Escutem! Escutem!

GERTA: Oh, Rölf. Não tem jeito. Eu avisei aos meus concidadãos que a barreira é incapaz de resistir aos dentes dos zumbis. Eles já comeram um muro de robusto carvalho.

JOVEM RÖLF: Por isso fiquei aqui. As barreiras de madeira são inúteis.

(Ouve-se um enorme barulho de coisas se quebrando, e diversos aldeões voltam correndo para o enquadramento da câmera.)

PAI DA CIDADE Nº 1: Zumbis! Zumbis! Zumbis! Acudam! Façam algo por nós!

PAI DA CIDADE N° 2: Socorro! Socorro! Socorro! Socorro! Socorro! Socorro! Socorro! Socorro! Socorro! Socorro! Cuidado!

(Toca um sino de alarme.)

DOLORES: (começando uma canção):

Eles comerão os meus pés,
meu aparelho digestivo,
pois nada mais sou que alimento,
que comida de morto-vivo.

Referências Editar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória