FANDOM


O Espetáculo Carnívoro.jpg
O Espetáculo Carnívoro
Informações do livro
Série

Desventuras em Série

Autor

Lemony Snicket

Ilustrador

Brett Helquist

Tradutor

Ricardo Gouveia

Editora

Companhia das Letras

Lançamento

07/07/2004

Páginas

240

ISBN

9788535905243

.

O Espetáculo Carnívoro é o nono livro da série Desventuras em Série, escrito por Lemony Snicket.

Sinopse Editar

O nono livro começa com os órfãos Baudelaire, Violet, Klaus e Sunny, viajando dentro do porta-malas do carro do conde Olaf, depois de terem fugido do Hospital Heimlich em chamas. Eles ouvem Olaf e a sua trupe teatral conversando sobre uma mulher chamada madame Lulu, e como ela sempre dizia para Olaf onde os Baudelaire estavam, cada vez que eles se mudavam. Conde Olaf e sua trupe chegam ao Parque Caligari e saem do carro, e em seguida os Baudelaire pulam para fora do porta-malas onde estavam escondidos. Os irmãos vão até o trailer de madame Lulu bisbilhotar, e descobrem que ela é uma vidente que fala num sotaque engraçado igual ao que o conde Olaf usou quando se disfarçou como Gunther. Ela explica para Olaf que seu parque precisa de mais clientes senão ele poderá fechar.

Os irmãos Baudelaire voltam para o porta-malas do carro do conde Olaf e pegam os disfarces dele, se disfarçando como aberrações para tentarem entrar para a Casa dos Monstros do parque. Sunny enrosca-se em uma enorme barba falsa, que Olaf havia usado quando se disfarçou de Stephano, e vira "Chabo, o Bebê-Lobo". Violet e Klaus usam, ambos, uma mesma camisa e se transformam em "Beverly-Elliot, a aberração de duas cabeças". Eles batem à porta e madame Lulu atende. Ela usa uma túnica colorida, tem uma corrente em formato de olho, e um turbante com uma pedra no meio como o que Olaf usou quando se disfarçou de treinador Genghis. Os irmãos pedem emprego e, depois de um ato humilhante para Olaf e a trupe, Lulu os leva até o trailer da Casa dos Monstros, onde eles conhecem as três aberrações já existentes: Hugo, que é um corcunda, Colette, uma contorcionista, e Kevin, aparentemente comum, mas é ambidestro.

Na manhã seguinte, o conde Olaf pergunta para a bola de cristal de madame Lulu se um dos pais dos Baudelaire ainda estava vivo, a resposta foi sim, e que ele(a) estava escondido(a) nas Montanhas de Mão-Morta. As aberrações se preparam para uma apresentação e entram em uma barraca com algumas pessoas na plateia. Depois de alguns atos rudes, eles retornam para o trailer. Olaf chega ao parque com um bando de leões ferozes, cava um fosso e coloca os leões dentro, e em seguida, seleciona a aberração que irá ser empurrada para o fosso.

Os órfãos vão até a barraca de Lulu para consultá-la, e descobrem o símbolo C.S.C. do lado de fora, além de uma biblioteca secreta de arquivos sob a toalha da mesa da bola de cristal. Interessados com a biblioteca secreta com vários papeis sobre a vida deles, os Baudelaire derrubam a bola de cristal de Lulu e esta se estilhaça. Madame Lulu chega enraivecida, mas os Baudelaire não têm medo e a confrontam, sabendo que ela não passa de uma charlatã que manda os convidados fecharem os olhos para consultar os arquivos e dizer-lhes o que eles perguntam. Madame Lulu, então, remove seu disfarce, revelando-se uma mulher chamada Olívia, que só deseja dar às pessoas o que elas querem. Ela se revela como uma voluntária de C.S.C. e conta-lhes sobre o seu conjunto de disfarces, e que uma cisão aconteceu em C.S.C. muitos anos atrás. Violet observa que a bola de cristal tem uma correia que poderia ser usada para consertar os carrinhos da montanha-russa desativada do parque e que eles e Olívia poderiam usá-lo para fugir para as Montanhas de Mão-Morta. Olívia concorda com o plano, que seria posto em prática no dia seguinte antes da apresentação com os leões, e rearruma seus disfarces. Olaf aparece com uma bola de cristal nova e a presenteia. Os órfãos são enxotados e voltam para o trailer das aberrações.

À noite, Esmé Squalor vai ao trailer usando um vestido escrito "Eu Amo Aberrações". Ela pede à Hugo, Colette, Kevin e aos Baudelaire que, quando fossem escolhidos para serem jogados no fosso dos leões, eles deveriam empurrar a madame Lulu e, em troca, fariam parte da trupe de Olaf.

Na manhã seguinte, os Baudelaire vão buscar seus carrinhos de montanha-russa para consertá-los. À medida que o dia vem, o público começa a chegar, que em qualquer sociedade civilizada seriam considerados sanguinários. Uma mulher, Geraldine Julienne, é apresentada como a repórter que divulgou n'[[O Pundonor Diário a falsa história de que os órfãos Baudelaire eram os assassinos do "conde Omar". Olaf faz um discurso dramático e diz que irá escolher qual aberração será devorada pelos leões, e a aberração Beverly-Elliot (Violet e Klaus) é escolhida. Começa uma discussão sobre quem irá empurrá-los no fosso, e na confusão, madame Lulu acaba caindo na cova dos leões, juntamente com o comparsa careca do conde Olaf, em um verdadeiro espetáculo sangrento.

Os Baudelaire correm para a barraca de madame Lulu e lá encontram um mapa das Montanhas de Mão-Morta, com uma mancha sobre ele. Olaf e Esmé aparecem e contam que a mancha no mapa significa que a base de operações secreta de C.S.C. está localizada naquele lugar. Olaf conta que eles estão ateando fogo em todo o parque e dá aos Baudelaire uma tocha acesa para eles ajudarem a incendiar a tenda.

Os órfãos escapam junto com Olaf e seus comparsas, junto dos capangas recém-recrutados: Hugo, Colette e Kevin. Olaf, Esmé, a trupe e inclusive Sunny vão dentro do carro dele, e Violet e Klaus vão no trailer das aberrações, que estava sendo rebocado pelo carro. Quando eles estavam subindo a montanha, o conde Olaf finalmente revela falando pelo walkie-talkie que Lulu contou-lhe que eles eram na verdade os Baudelaire, para o desespero destes, e pede para eles olharem pela janela. Eles olham para fora, onde veem Hugo, Colette e Kevin, que cortam a corda que segurava o trailer no carro. Violet e Klaus despencam montanha abaixo para a morte aparentemente iminente.

Personagens Editar

Personagens introduzidos Editar

Personagens reaparecendo Editar

Carta ao leitor Editar

A carta de Lemony Snicket ao leitor, na parte de trás do livro, é a seguinte:

Caro Leitor,
O adjetivo "carnívoro", que aparece no título deste livro, significa "comedor de carne", e isso já é suficiente para você interromper a leitura desde já. Este volume carnívoro contém uma história tão perturbadora que irá revirar o seu estômago muito mais do que a mais desbalanceada das refeições.
Para evitar causar desconforto em você, seria melhor eu não mencionar nenhum dos enervantes ingredientes desta história, especialmente um mapa confuso, uma pessoa ambidestra, uma multidão indócil, uma prancha de madeira e Chabo, o Bebê-Lobo.
Infelizmente para mim, todo o meu tempo está preenchido por pesquisas e registro das vidas desagradáveis e desencantadas dos órfãos Baudelaire. Já o seu tempo poderia ser mais bem aproveitado com alguma coisa mais palatável, por exemplo comer legumes ou alimentar outra pessoa com eles.
Respeitosamente,
Assinatura.gif
Lemony Snicket

Dedicação à Beatrice Editar

Para Beatrice —
Nosso amor partiu meu coração,
e parou o seu.

Prenúncio Editar

Imagem final Editar

Na imagem final de O Espetáculo Carnívoro, é possível ver o trailer das aberrações caindo desgovernado, à beira do precipício. Alguns objetos estão caindo, um deles é um livro intitulado "Manual do escoteiro", dando uma pista do próximo livro: O Escorregador de Gelo.

Carta ao editor Editar

A carta de Lemony Snicket ao editor, no final do livro, é a seguinte:

{{Citar|Ao meu amável editor,
Espero que o senhor leia essa carta[...]. Aqui está fazendo tanto frio que a fita da máquina de escrever [...]. Aqui no Vale das Correntezas que [...], a gélida [...] tem [...] e os resultados são um tanto [...] Como os meus inimigos chegaram mais perto, simplesmente não é seguro pôr o manuscrito inteiro Baudelaire [...] intitulado ou, em inglês, THE SLIPPERY SLOPE, no seu [...] Em vez disso, estou levando cada um dos treze capítulos [...] em lugares diferentes. [...] "O mundo [...] Ela lhe entregará uma chave que [...] o primeiro capítulo, assim como uma fotografia rara e um enxame de [...], para ajudar o sr. Helquist a ilustrar. SOB NENHUMA CIRCUNSTÂNCIA O SENHOR DEVE O[...] três vezes.
Lembre-se, o se você é a última esperança de que a história d[...] ao grande público
Respeitosamente,
Lemony Snicket

Curiosidades Editar

  • O nome de Colette é referência a uma escritora francesa, Colette.
  • Hugo e a sua condição de corcunda são uma alusão ao escritor Victor Hugo e o seu famoso romance, "O Corcunda de Notre-Dame".
  • Beverly e Elliot, os nomes do disfarce de aberração de duas cabeças que Violet e Klaus usam, compartilham seus nomes com os personagens de um filme de David Cronenberg, "Gêmeos - Mórbida Semelhança".
  • O Parque Caligari é uma homenagem ao filme expressionista mudo alemão, "O Gabinete do Doutor Caligari".
  • O desfiladeiro de Plath, um local do mapa das Montanhas de Mão-Morta, é uma possível alusão à poetisa americana Sylvia Plath.
  • Klaus menciona que já leu um livro sobre Joseph Merrick (incorretamente nomeando-o de "John Merrick"), um homem inglês que nasceu com deformidades graves, enquanto discutia com suas irmãs a crueldade dos espetáculos de aberrações.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória