FANDOM


Hector russo.jpg
Hector
Informações biográficas
Morte

Possível[1]

Informações físicas
Gênero

Masculino

Altura

Alto[2]

Peso

Magro[2]

Afiliações
Profissão
  • Factótum
  • Voluntário
Lealdade
.

Hector é o factótum (uma espécie de faz-tudo) da cidade Cultores Solidários de Corvídeos, e apareceu pela primeira vez no sétimo livro, A Cidade Sinistra dos Corvos.

Desventuras em Série Editar

A Cidade Sinistra dos Corvos Editar

Hector é descrito como sendo alto e muito magro, usando um macacão amarrotado, e com um certo talento com a culinária mexicana. Ele sempre ficava muito desassossegado com o Conselho dos Anciãos, e nunca falava uma palavra sequer durante as reuniões. Primeiramente, isso deu aos Baudelaire uma pequena impressão de que ele poderia ser um dos cúmplices do conde Olaf, aquele que não parece nem homem nem mulher e nunca fala.

No terreno de sua casa estava localizada a Árvore do Nunca Mais, e ele também tinha um celeiro, onde estavam escondidos dispositivos mecânicos proibidos pelo conselho. Também existia uma biblioteca secreta no celeiro, com livros que o conselho havia mandado Hector queimar. Durante o sétimo livro, Violet o ajudou a terminar a sua casa móvel auto-sustentável a ar quente.

No final do livro, quando Duncan e Isadora Quagmire e os Baudelaire estavam fugindo da multidão de aldeões, Hector finalmente superou seus medos quando apareceu em sua casa móvel (em funcionamento), ridicularizou o Conselho dos Anciãos e suas regras estúpidas, e tentou ajudar os Baudelaire e os Quagmire a subirem a bordo. Os irmãos Quagmire conseguiram subir, mas os Baudelaire foram incapazes (pois a oficial Luciana destruiu a corda da escada com um arpão).

Depois de A Cidade Sinistra dos Corvos Editar

N'O Fim, Kit Snicket contou que as águias do lado mau de C.S.C. atacaram a casa a ar quente, e esta caiu em cima do submarino Queequeg e ambos ficaram totalmente destruídos. Capitão Andarré, Fernald, Fiona, Phil, Duncan, Isadora, Quigley e Hector foram sugados pel'O Grande Desconhecido, e apenas Kit e Ink conseguiram se salvar.

Aparência e personalidade Editar

As crianças se mantiveram alguns passos atrás de Hector enquanto ele caminhava para sair do edifício, quase com medo de chegar mais perto de um homem tão esquisito e calado.

— Primeira impressão dos Baudelaire sobre Hector.[fonte]

Os Baudelaire tiveram uma primeira impressão totalmente incorreta sobre Hector. Quando eles se conheceram, Hector estava junto com o Conselho dos Anciãos em uma reunião, e isso sempre o deixava tão desassossegado que ele não pronunciava uma única palavra sequer. Isso deixou os Baudelaire com a impressão de que ele fosse um dos cúmplices do conde Olaf, a pessoa que nunca falava.

No entanto, quando está longe do Conselho, Hector é extremamente amigável e bem-humorado. Uma de suas especialidades é a comida mexicana, e ele não gosta de pessoas cheias de frescuras com comida. Fisicamente, Hector é um homem alto e magro, forte por trabalhar tanto.

Etimologia Editar

"Hector" é a versão espanhola do nome "Heitor", que, por sua vez, tem origem grega e significa alguém que é como uma âncora e se mantém firme.[3] No início do livro A Cidade Sinistra dos Corvos, parece um pouco errado, pois ele fica não se mantém firme diante do Conselho dos Anciãos. Contudo, perto do final do livro, ele não se abate mais com as regras do Conselho, fazendo jus a seu nome.

Aparições Editar

Wiki.png
A Desventuras em Série Wiki possui 2 imagens relacionadas a Hector.

Referências Editar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória