FANDOM


Beatrice Baudelaire.png
Beatrice Baudelaire
Informações biográficas
Idade

Adulta

Nascimento

Desconhecido

Morte

Incêndio na mansão Baudelaire em Mau Começo

Alias
Informações físicas
Gênero

Feminino

Relações
Membros
da família
Interesses
românticos
Afiliações
Profissão

Voluntária

Lealdade
.
Para outros significados deste nome, consulte Beatrice (desambiguação).

Beatrice Baudelaire era a esposa de Bertrand Baudelaire, mãe de Violet, Klaus e Sunny Baudelaire, e uma voluntária de C.S.C. Beatrice morreu no incêndio que destruiu sua mansão, em Mau Começo.

O nome de Beatrice é um tema recorrente em Desventuras em Série. Cada livro tem uma dedicatória a ela no início, e há referências frequentes a ela já que Lemony Snicket a amava, como ficou mais especificado em The Beatrice Letters.

Desventuras em Série Editar

Infância Editar

O nome de solteira de Beatrice é desconhecido. Aparentemente, ela viveu com seu pai e sua mãe até ser levada por voluntários de C.S.C., ainda em uma idade jovem. Ela frequentou e se formou na mesma escola de treinamento de C.S.C. Nesta escola, ela conheceu Lemony Snicket e seu futuro marido, Bertrand Baudelaire. Beatrice e Lemony eram inseparáveis, e eram conhecidos por escapar à meia-noite em encontros. Durante seus anos de escola, Beatrice era amiga de R. (também conhecida como a duquesa de Winnipeg), que também era amiga de Lemony[2].

Enquanto crescia em treinamento com C.S.C., Beatrice foi conhecida por ter participado especificamente nas aulas de teatro, e as aulas que lhe permitiram tornar-se uma baticeer (pessoa que estudava morcegos)[3]. Beatrice era talentosa em domar leões, e é conhecida por ter treinado alguns dos Caçadores de Segredos Criminais para C.S.C.[4] Ela também tinha uma relação muito próxima com o professor Kornbluth.

Quando era jovem adulta, Beatrice foi uma participante de uma viagem de montanhismo com Jerome Squalor nas Montanhas de Mão-Morta.

Casamento Editar

Em certo momento, Beatrice participou de um baile de máscaras na casa da duquesa de Winnipeg, onde foi advertida de uma informação sobre o conde Olaf que Lemony Snicket tentou lhe contar durante quinze anos.[5]

Beatrice Baudelaire russa.jpg

Beatrice na Fonte das Finanças Vitoriosas.

Lemony propôs casamento para Beatrice, mas ela recusou, devolvendo o anel que ele lhe deu, e enviando um livro de duzentas páginas explicando exatamente por que ela não poderia se casar com ele[6]. De acordo com Lemony, o conde Olaf, aparentemente, teve um papel na rejeição de Beatrice, mas nada é dito definitivamente. Isso confunde até mesmo o mais inteligente dos membros C.S.C., particularmente porque Bertrand Baudelaire, seu marido, lhe pediu em casamento exatamente como Lemony, e Beatrice aceitou. Ninguém sabe porque ela não aceitou a proposta que Lemony fez, e ela nunca disse a seus filhos sobre ele.

A data exata do casamento de Beatrice e Bertrand Baudelaire não é especificada, não se sabe se isso aconteceu antes ou depois de sua visita à ilha. Beatrice parecia, no entanto, ter uma vida familiar feliz e equilibrada.

Visita à ilha Editar

Beatrice e Bertrand posteriormente naufragaram n'A Ilha, onde suas personalidades carismáticas lhes permitam tornarem-se os novos facilitadores do lugar. O casal sugeriu muitos novos costumes, cuja finalidade parecia ser a de transformar o local em uma grande área de treinamento de C.S.C. Eles também planejaram uma ligação com o continente através de um túnel que passava pela Aquáticos Anwhistle. Bertrand e Beatrice ainda criaram uma macieira híbrida com raiz-forte, que era um antídoto para o veneno do fungo Mycelium Medusóide.

Temendo os perigos associados a estas decisões, os habitantes da ilha, liderados por Ishmael, forçaram Bertrand e Beatrice a deixarem a ilha a bordo do barco Beatrice, construído na plataforma costeira da ilha no momento em que Beatrice estava grávida de Violet.

Noite na ópera Editar

Beatrice participou diretamente no assassinato do pai e da mãe do conde Olaf, com a ajuda de Lemony e Kit Snicket (e, possivelmente, Bertrand). Em O Penúltimo Perigo, Kit conta aos irmãos Baudelaire que ela entregou uma caixa de dardos envenenados para Beatrice durante uma apresentação da ópera La forza del destino[7]. Mais tarde no livro, o próprio conde Olaf diz que a arma que o deixou órfão foram dardos envenenados[8]. Tal atitude deixa claro que Beatrice assassinou os pais de Olaf, no entanto, não se sabe se Olaf sabia a identidade dos assassinos de seus pais. É provável que sim, o que explicaria tamanha raiva que ele sente por Violet, Klaus e Sunny. Detalhe sinistro: questionada sobre a noite na ópera, Beatrice afirma que "aquela foi a noitada mais interessante que jamais tivera na ópera"[9]. Fica claro que Lemony também participou, mesmo que indiretamente, do assassinato, quando ele escreve "naquela noite fatídica muito tempo atrás, enquanto saía às pressas da ópera antes que uma certa mulher me avistasse"[10]. A mulher mencionada é, provavelmente, Esmé Squalor.
Baudelaires na mansão.jpg

Violet, Klaus e Sunny, filhos de Beatrice e Bertrand, nos destroços da mansão Baudelaire.

Morte Editar

Beatrice Baudelaire morreu junto com Bertrand, em Mau Começo, durante o incêndio que destruiu toda a sua mansão. Seus filhos Violet, Klaus e Sunny estavam na Praia de Sal no momento do incêndio.

Afirma-se em O Hospital Hostil que Beatrice faleceu "em uma tarde terrível"[11], mas o fogo na mansão aconteceu no período da manhã. As circunstâncias reais de sua morte permanecem abertas à discussão.

Muito tempo mais tarde, em O Fim, Kit Snicket dá a luz a uma menininha chamada Beatrice Snicket, em homenagem a Beatrice Baudelaire.

Curiosidades Editar

  • Seu nome é uma possível referência ao poema "La Béatrice", de Charles Baudelaire.
  • Beatrice é alérgica a balas de hortelã-pimenta, exatamente como seus três filhos.
  • Ela é uma das poucas pessoas a ter consciência da existência de Dewey Dénouement.
  • Beatrice e sua amiga Kit Snicket sabiam fazer uma deliciosa salada usando como ingredientes manga fatiada, feijão-preto e aipo picadinho, com um toque de pimenta-do-reino, suco de limão-galego e azeite de oliva[12].

Dedicatórias Editar

Em cada livro de Lemony Snicket deixa uma dedicatória a Beatrice Baudelaire. Essa é uma lista de todas as dedicatórias já escritas nos livros:

  • Mau Começo: Para Beatrice — Querida, adorada, morta.
  • A Sala dos Répteis: Para Beatrice — Meu amor por você viverá para sempre. Você não teve a mesma sorte.
  • O Lado das Sanguessugas: Para Beatrice — Preferiria que você estivesse viva e com saúde.
  • Serraria Baixo-Astral: Para Beatrice — Meu amor voou como uma borboleta, até a morte pousar como um morcego. Como disse a poeta Emma Montana McElroy: "Aí acabou-se a história".
  • Inferno no Colégio Interno: Para Beatrice — Você sempre estará no meu coração, na minha memória, e no seu túmulo.
  • O Elevador Ersatz: Para Beatrice — Quando nos conhecemos, minha vida começou. Logo depois, a sua terminou.
  • A Cidade Sinistra dos Corvos: Para Beatrice — Quando estávamos juntos, eu ficava sem fôlego. Agora, foi você quem ficou.
  • O Hospital Hostil: Para Beatrice — O verão sem você é frio como o inverno. O inverno sem você é mais frio ainda.
  • O Espetáculo Carnívoro: Para Beatrice — Nosso amor partiu meu coração, e parou o seu.
  • O Escorregador de Gelo: Para Beatrice — Quando nos conhecemos, você tinha a beleza e eu, a solidão. Agora, só tenho uma bela solidão.
  • A Gruta Gorgônea: Para Beatrice — Mulheres mortas não contam histórias. Homens tristes as escrevem.
  • O Penúltimo Perigo: Para Beatrice — Ninguém conseguiu extinguir o fogo do meu amor, nem o da sua casa.
  • O Fim: Para Beatrice — Meu amor apareceu, o mundo empesadeleceu.
  • Capítulo Catorze: Para Beatrice — Nós somos como barcos navegando pela noite — especialmente você.
Nota: Percebe-se que todas as dedicatórias de Lemony são na verdade dísticos, palavra que aqui significa: "poema com dois versos e uma estrofe". Assim como os poemas de Isadora Quagmire.

Nos cinemas Editar

Beatrice Baudelaire filme.jpg

Beatrice Baudelaire no filme (ao fundo da imagem), interpretada por Helena Bonham Carter.

No filme Desventuras em Série, a atriz Helena Bonham Carter fez uma participação especial no papel de Beatrice Baudelaire. Sua aparição no filme não foi creditada, devido ao fato de ela ser vista em apenas uma cena onde seu rosto é parcialmente visível (ela está caminhando e em segundo plano na tela).

Aparições Editar

Wiki.png
A Desventuras em Série Wiki possui 3 imagens relacionadas a Beatrice Baudelaire.

Referências Editar

Família Baudelaire
Bertrand BaudelaireBeatrice Baudelaire
Violet BaudelaireKlaus BaudelaireSunny Baudelaire

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória