FANDOM


A Sala dos Répteis.jpg
A Sala dos Répteis
Informações do livro
Série

Desventuras em Série

Autor

Lemony Snicket

Ilustrador

Brett Helquist

Tradutor

Carlos Sussekind

Editora

Companhia das Letras

Lançamento

11/06/2001

Páginas

184

ISBN

9788535901436

.

A Sala dos Répteis é o segundo livro da série Desventuras em Série, escrito por Lemony Snicket.

Sinopse Editar

O segundo livro começa com os órfãos Baudelaire, Violet, Klaus e Sunny, viajando pelo Mau Caminho no carro do sr. Poe, logo após serem tirados de seu horrível tutor anterior, o conde Olaf (que tentou roubar sua fortuna). Eles estão indo para a casa de seu mais novo tutor, o dr. Montgomery Montgomery.

Dr. Montgomery, ou tio Monty como prefere ser chamado, é um herpetologista (pessoa que estuda répteis). Segundo Poe, ele é o irmão da mulher do primo do pai falecido dos Baudelaire. Fisicamente, é um homem baixinho com rosto redondo e vermelho. Quando conhece os irmãos, ele os convida com um bolo de creme de coco. Os Baudelaire imediatamente gostam dele. Cada um dos irmãos tem seu próprio quarto. Tio Monty diz conta aos Baudelaire que eles estarão partindo de navio para uma expedição ao Peru, assim que o seu novo assistente, Stephano, chegar. Ele diz que seu antigo assistente, Gustavo, de repente demitiu-se, misteriosamente.

Parte da Sala dos Répteis.jpg

Monty trata-os bem, e eles ficam fascinados com a quantidade de cobras na Sala dos Répteis, uma sala gigante onde a coleção de répteis é armazenada. Eles conhecem a Víbora Incrivelmente Mortífera, que Monty descobriu recentemente. O nome da cobra é uma inapropriado, uma vez que ela é inofensiva, mas Monty lhe nomeou assim com a intenção de usá-lo para aplicar uma brincadeira sobre a Sociedade Herpetológica em vingança pela ridicularização de seu nome, Montgomery Montgomery. As três crianças são, cada uma, empregadas na Sala dos Répteis: Violet tem a tarefa de inventar armadilhas para as cobras novas encontradas no Peru, Klaus tem a tarefa de ler livros sobre cobras e também sobre o país, para ajudar a aconselhar o tio Monty, e o trabalho de Sunny é morder cordas, transformando-as em peças utilizáveis. Sunny também faz amizade com a Víbora Incrivelmente Mortífera.

Quando Stephano chega, as crianças percebem imediatamente que ele é o conde Olaf disfarçado. Eles tentam avisar o tio Monty, mas Stephano frustra essas tentativas e os ameaça com uma faca. Eventualmente, Monty acredita que Stephano é um impostor, espião da Sociedade Herpetológica, enviado para roubar a Víbora Incrivelmente Mortífera. Monty conta isso para os órfãos, que tentam alertá-lo de que ele está errado. Monty rasga a passagem de navio de Stephano ao Peru, dizendo que Stephano não vai viajar junto com eles. Stephano ameaça as crianças em particular mais tarde, e os Baudelaire lhe contam que tio Monty não vai deixá-lo ir com eles até o Peru, e Stephano fica furioso. Na manhã do dia em que irão sair de viagem, eles descobrem o corpo do tio Monty na Sala dos Répteis. Ele tem dois furos pequenos no olho, e Stephano afirma que ele foi mordido pela cobra Mamba do Mal.

Stephano ainda pretende levar os irmãos para o Peru, onde seria mais fácil encontrar uma maneira de colocar as mãos na fortuna Baudelaire. Contudo, quando eles estão indo embora da casa do tio Monty, o jipe de Stephano bate de frente no carro do sr. Poe. Eles retornam para casa, onde Poe e Stephano discutem o que fazer com as crianças. Os Baudelaire tentam provar que é Stephano que assassinou tio Monty. O dr. O. Lucafont chega e confirma, erroneamente, que a Mamba do Mal matou tio Monty.

Enquanto isso, as crianças percebem que precisam de provas para expor o esquema do conde Olaf. Klaus arma para a Víbora Incrivelmente Mortífera fingir atacar Sunny, para dar tempo à Violet, que tentava localizar e abrir a mala de Stephano. Ela inventa uma gazua e consegue abrir a mala, onde encontrou um tubo contendo o veneno da Mamba do Mal, e apresenta-o como prova ao sr. Poe. Este pede a Stephano para mostrar seu tornozelo, onde a tatuagem deveria estar, mas não estava. Eles insistem de que estava coberta com maquiagem e Poe revela-a, passando um paninho em cima. É descoberto que o dr. Lucafont é o cúmplice de Olaf, o homem com mãos de gancho. Antes de fugir com seu comparsa, Olaf também confessa que o assistente Gustavo não se demitiu, e sim foi assassinado por ele. ( Alguns afirmam que Gustavo pode ser Gustav Sebald, o produtor de Zumbis na neve entre outros filmes.)

Mais tarde, Bruce e alguns parceiros da Sociedade Herpetológica chegam para recolher e levar embora a coleção de répteis do tio Monty. Os Baudelaire observam o carro com a Víbora Incrivelmente Mortífera indo embora ao longe, e esperam ter um outro bom tutor em breve.

Personagens Editar

Personagens introduzidos Editar

Personagens reaparecendo Editar

Carta ao leitor Editar

A carta de Lemony Snicket ao leitor, na parte de trás do livro, é a seguinte:

Caro Leitor,
Se você esperava encontrar uma história tranqüila e alegre, lamento dizer que escolheu o livro errado. A história pode parecer animadora no início, quando os meninos Baudelaire passam o tempo em companhia de alguns répteis interessantes e de um tio alto-astral, mas não se deixem enganar. Se vocês tem uma leve noção da incrível má sorte dos irmãos Baudelaire, já sabe que, no caso deles, até mesmo acontecimentos agradáveis acabam sempre em sofrimento e desgraça.
Nas páginas que você tem em mãos, as três crianças sofrem um acidente de carro, vêem-se às voltas com uma serpente mortífera, um cheiro pavoroso, um facão enorme e o reaparecimento de uma pessoa que esperavam nunca mais ver.
Infelizmente, é meu dever pôr no papel esses trágicos episódios. Mas nada impede que você coloque este livro de volta na estante e procure algo mais leve.
Respeitosamente,
Assinatura.gif
Lemony Snicket

Dedicação à Beatrice Editar

Para Beatrice —
Meu amor por você viverá para sempre. Você não teve a mesma sorte.

Prenúncio Editar

Imagem final Editar

Na imagem final de A Sala dos Répteis, Bruce e seus parceiros são vistos carregando a coleção de répteis do tio Monty para uma van. Um dos homens aparece de costas, usando uma camisa onde pode-se ler "Sanguessuga do lago", dando uma pista do próximo livro: O Lago das Sanguessugas.

Imagem final de A Sala dos Répteis.jpg

Carta ao editor Editar

A carta de Lemony Snicket ao editor, no final do livro, é a seguinte:

Ao Meu Amável Editor,
Escrevo-lhe das margens do Lago Lacrimoso, onde examino o que restou da casa da tia Josephine para ter uma percepção clara do que aconteceu quando os órfãos Baudelaire estiveram aqui.
Vá ao Café Kafka às quatro horas na próxima quarta-feira, por favor, e peça uma xícara de chá de jasmim ao garçom mais alto. A menos que os meus inimigos tenham triunfado, ele trará, no lugar do seu pedido, um envelope bem grande. Dentro você encontrará a minha descrição desses espantosos acontecimentos, intitulada O lago das sanguessugas , bem como um esboço da Gruta do "P", um pequeno saco com cacos de vidro e o cardápio do restaurante Palhaço Ansioso. Haverá também um tubo de ensaio contendo uma sanguessuga do lago, que o sr. Helquist usará como modelo para fazer uma ilustração caprichada. Em nenhuma hipótese esse tubo de ensaio deve ser aberto.
Lembre-se, o senhor é minha última esperança de que as histórias dos órfãos Baudelaire sejam finalmente contadas ao grande público.
Respeitosamente,
Assinatura.gif
Lemony Snicket

Curiosidades Editar

  • Dr. "Monty" Montgomery pode ser uma referência à uma série de televisão, "Monty Pyton's Flying Circus".
  • É dito que uma das serpentes da coleção do dr. Montgomery, a Cobra-Lobo da Virgínia, não deve nunca, jamais, se aproximar de uma máquina de escrever. Essa cobra é uma provável referência à escritora britânica Virginia Woolf.
  • Tanto o nome do navio para o Peru, Próspero, quanto o nome do disfarce de Olaf, Stephano, são alusões a uma peça de teatro de William Shakespeare, chamada "A Tempestade".
  • Para provar que Stephano assassinou o tio Monty, Sunny é convidada para vigiar a porta da Sala dos Répteis e morder quem tentasse entrar. Sunny responde "Acrode!" (em inglês, "Ackroid!"), que significava algo como "OK!" (em inglês, "Roger!"). Isto é uma referência provável ao romance de 1926 de Agatha Christie, "O Assassinato de Roger Ackroyd".

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória